Friday, September 18, 2015

Histórias de Imigrantes

O ano 1880 marcou o inicio da imigração no Brasil. Cerca de 3 milhões de imigrantes, dos 4.5 que chegaram ao Brasil, desembarcaram em Santos e logo subiram pro interior pela serra. Os italianos foram atraídos para o Santos com o propósito de trabalhar nas lavouras de café, grãos e nas indústrias. Muitos dos imigrantes terminaram morando na capital e estabelecendo pequenos negócios lá.
A situação de vida dos imigrantes que trabalhavam em fazendas era muito complicada porque os fazendeiros contratavam famílias dependendo da organização de produção e muitas vezes os trabalhadores tinham jornadas de 10 a 14 horas. Os fazendeiros forçavam os imigrantes a morar nas senzalas em que ,anteriormente, ficavam os escravos; sujas, com pouco espaço e nenhuma comodidade.
Nas famílias, o papel das mulheres imigrantes era ficar em casa, tomando responsabilidade das crianças, cuidando dos animais, da horta e da colecta dos produtos. As crianças ajudavam trabalhando nas plantações de café principalmente. A luta para sobreviver e a adaptação ao local de moradia foi extremamente árdua, especialmente em cidades como Santos, Rio de Janeiro e São Paulo, onde o espaço era mais limitado. Além disso, as altas taxas e impostos sobre a posse de terras levaram a que muitos proptietários italianos ficassem fortemente  endividados, tudo por causa da forte influencia do capitalismo. A consequência foi a ida dessas famílias para as cidades e o numero de pobres incrementou, especialmente nas maiores cidades do Brasil.
Além disso, os imigrantes italianos se destacaram pela a heterogeneidade. Mesmo que eles tinham vindo do mesmo pais, cada grupo de italianos tinha uma identidade diferente. Isso significa que as costumes, os dialetos e o comportamento variavam muito entre famílias.




Bibliografia:
Imagens: 
wikicommons - dominio publico 

No comments:

Post a Comment